A culpa não era dos caminhoneiros!

0
77

Os caminhoneiros já pararam, não existem passagens importantes sendo bloqueadas, porém continuam faltando ambulâncias em vários lugares País. Os caminhoneiros já voltaram para suas casas, contudo, continuamos com a população desassistida, pois ainda estão faltando medicamentos nos postos, e por isso, pessoas estão morrendo a míngua.

O álibi do governo, de que o caos estaria sendo gerado pelos caminhoneiros, não existe mais. Muito antes da paralisação, dos bloqueios e do suposto desabastecimento ou do impedimento de cagas como de oxigênio passasse, isso já estava em falta ou não tinha a contento nas Unidades Básicas de Saúde ou grandes emergências.

E agora, porque que não continuam faltando coisas básicas na vida do pobre cidadão brasileiro? De quem é mesmo a culpa? Onde é que está o entrave?

Está faltando ambulâncias porque o dinheiro que deveria custear esse equipamento foi parar em contas privadas de bancos exteriores. Está faltando insumos nos grandes hospitais para realização de cirurgias importantes, porque alguém ou um bando, levou o que não deveria, para casa ou para paraísos fiscais.

Não foram somente os prejuízos causados pela greve que durou 11 dias. É na verdade a inércia e a falta de interesse do governo de investir naquilo que é de fato importante, ao invés de querer patrocinar regalias e extravagancias.

Para quem é rico, pode ser que alguns milhares de reais não signifiquem nada, mas pergunte a quem não tem nenhum centavo furado para comprar para o filho o medicamento que está faltando no posto de saúde. Pergunte a quem literalmente não existe para esse país e que está aí nas zonas rurais escapando como dá. Muitos cidadãos começam e terminam o mês sem perspectivas de receber qualquer centavo.

É o bolsa família ou a renda de um aposentado que sustenta famílias numerosas, cada individuo dessa família fica com um pouquinho, para ir, digo mais uma vez, escapando, enquanto a gastança é sem medida, com artigos caros, com padrão de vida que desrespeita aos demais brasileiros.

Não, a culpa não é dos caminhoneiros. A culpa é mesmo da política fiscal do governo que não baixa impostos, que não dar condições ao empresário de gerar empregos, rendas, capacidade de consumo. Vejamos o Paraguai, ele está fazendo isso e pelo andar da carruagem vamos ficar no rabo da gata no continente quando forem falar de desenvolvimento.

A culpa é da elite, de quem faz as aleis para si próprios, de quem não tem empatia e prefere encabrestar usando a tática da negação. É mais uma Maria ou mais um José que não estudou, que não tem chance de trabalhar, não tem profissão nem experiência, que vai viver a margem do sistema.

A falta de ambulâncias, de remédios e alimentos não é culpa dos caminhoneiros. Falta alimentos porque não há incentivos verdadeiros para a Agricultura Familiar, que teve cortes e mais cortes do orçamento. Falta alimentos porque o salário é uma miséria e as pessoas não compram o que precisam, nem o que deveriam, muito menos o que gostariam, mas sim o que dá, e já dorme assombrado vendo o fantasma da escassez do meio do mês por diante, chegar.

Chega de hipocrisia. Está faltando o mínimo, porque sempre nos negaram tudo!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here