A lava-jato não parou!

0
46

Os desdobramentos da Lava-Jato continuam. Hoje mais um empreiteiro recebeu sua sentença: 4 anos para Fernando Cavendish, da Delta Engenharia.

Se o mecanismo que governo esse País passa pelos mega empresários, sejam banqueiros ou empreiteiros, precisamos tirá-los de cena, regulamentar o lobby e diminuir as possibilidades de esquemas, como os do Petrolão ou Mensalão.

Com leis mais atuais e modernas, capazes de enfraquecerem as negociatas que existem, pode ser que a gente sonhe de fato com um novo País. Novos entendimentos por parte de empresários e políticos sem dúvidas propiciará um relacionamento sem os vícios atuais, que consome os recursos do País, que emperra o crescimento da nação.

Vamos tirar o controle das mãos desses empresários sobre os políticos e seus mandatos, pois nos damos conta que são ventríloquos respondendo aos comandos e aos interesses desses, o que quase nunca quer dizer que são os mesmos interesses da população.

Léo Pinheiro, Cavendish, Odebrecht e tantos outros. Mega empresários que se sentiam donos do País já provaram do gosto amargo de pagar algum preço, não sabemos se a medida foi a necessária. Políticos importantes, como Lula, estão pagando pelo descompromisso com o povo, pelo enriquecimento ilícito, pelo empobrecimento da nação.

Nos dá alegria, nos deixa em êxtase acompanhar estas informações todos os dias. Saber que não era apenas contra uma corrente, nem contra uma figura e sim, a favor de um novo Brasil que de fato está surgindo das cinzas, como a fênix.

Vamos comemorar estas noticias. Que além de Cavendishi, o homem da joia de 800 mil para a mulher de Cabral, outro também que se deleitaram enquanto o País sangrava, vá também para o xilindró.

Viva a justiça, viva é Sérgio Moro e demais integrantes da Lava-jato. Hoje tem abertura da copa, mas depois de sermos reconhecidos como o País do futebol, pode ser que estes novos tempos nos remeta para o posto de País da política séria.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here