Brasil, um País que não tem um povo a sua altura.

0
58

As manifestações nas redes sociais sobre a campanha política presidencial deste ano e em especial a polarização do processo entre o presidiário Lula e o falastrão Bolsonaro me trouxe a certeza daquilo que já desconfiava: o pior do Brasil é o brasileiro (óbvio, sem generalizar).

Para que o sistema político melhore é de extrema necessidade que haja uma adequação da legislação eleitoral (infelizmente nenhuma reforma séria foi realizada), para impedir ou dificultar o ingresso ou ainda a manutenção de pessoas desonestas nele. Apesar dos pesares tivemos pequenos avanços. Paralelo a modernização das regras eleitorais, tão importante quanto ou mais, seria que amadurecesse no cidadão o sendo patriótico, o interesse comum, porém é aí que não enxergamos progresso.

Assistimos abestalhados como que partidos políticos conseguem manipular o cidadão de uma maneira absurda. Uma legião de pessoas idiotizadas sai em defesa de o ex-presidente Lula (condenado na lava-jato e preso em Curitiba). “Roubou mais fez”, “roubou mais dividiu com os pobres”, “qual que não roubou?” São os melhores argumentos. Ao mesmo tempo escrevem: “Moro canalha”, “Juiz Sérgio Moro, marionete dos EUA” e outras teorias da conspiração absurdas.

Por tudo isso e muito mais que está aí espalhado nas redes sociais é que chego a seguinte conclusão: para avançarmos com mais celeridade dando a atual geração a oportunidade de viver num País mais honesto e sério seria preciso que a maioria da população tivesse discernimento dos fatos, e não é essa a realidade que encontramos.

Tem gente defendendo ou porque é um estúpido contumaz, porque está se dando bem de alguma maneira, algumas até pagas para se manifestarem daquela maneira, também a parcela dos “Marias vai com as outras”, mas que não entende nada do que se pass.

Os quatro anos de muitas investigações, de exaustivas informações nos noticiários sobre a lava-jato, não foram suficientes para que houvesse o amadurecimento da população, o que nos faz pensar que se existem problemas no receptor da mensagem, e deve ser porque ele não está apto a recebê-la, a possível causa mais evidente é sua baixíssima escolaridade, isso para falar de números gerais, embora existam outros fatores, como a falta de caráter (pois foi forjado no oportunismo, na esperteza e etc.).

Resumindo: o pouco que avançamos, tendo os primeiros exemplares de ladrões de colarinho branco na cadeia, se deve ao esforço de alguns membros do judiciário. Muita coisa não avançou pelas nuances da jurisprudência que tem seu tempo, seu rito. Sem o aprimoramento da legislação eleitoral, estamos ferrados, pois o julgamento popular continua sendo norteado pela paixão e interesses próprios, logo, não pode nos conduzir a nenhum resultado justo e satisfatório. Para fechar, é como diz aquela frase: cada povo tem o governante que merece!

Maciel Rodrigues

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here