Com o TCE-PE tudo certo, mas e com o cidadão?

0
108

O ex-prefeito Carlos Evandro poderá, segundo seus assessores e pessoas próximas, conseguir na noite desta segunda-feira (20) reverter a conta que o impede de legalmente ser candidato. A recomendação do TCE-PE é pela rejeição, contudo, assim como ocorreu na apreciação das contas de Duque relativas ao exercício de 2013, os vereadores, a imensa maioria governista e os gatos pingados da oposição, já dizem nos bastidores que devem contrariar o parecer e aprovar as contas, o que coloca o ex-prefeito de vez no cenário de pré-campanha e possível candidatura para a sucessão de 2020.

Embora tenha dito reiteradas vezes que tinha condições legais, Carlos Evandro não concorreu a nenhum cargo em 2016, justamente pelos impedimentos legais, uma vez que o ex-prefeito tinha contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas e pela Câmara de Vereadores, que no final é o que prevalece. Por isso que o julgamento previsto para a sessão de hoje é importante para o médico, pois em se confirmando a quantidade de apoio para aprovar as contas, repetimos, mesmo contrariando a orientação pela rejeição da mesma, zera os problemas de Carlos Evandro e o habilita a candidatar-se.

Da nossa parte não há nada de pessoal contra o ex-gestor, mas temos sim contra o modelo de seus dois mandatos, bem parecidos com os de Duque, é bom que se diga. Por isso perguntamos aos cidadãos conscientes: uma conta reprovada pelo TCE, por irregularidades, mas aprovada por um julgamento político torna o julgado em alguém habilitado moral e eticamente? O que está em jogo, a encenação na câmara ou fato do mau uso dos recursos públicos?

Jornalismo não é um programa de entretenimento, embora muitos veículos e pseudos jornalistas assim o encarem. No entretenimento se busca dizer o que a pessoa deseja ouvir, no jornalismo fala-se aquilo que é preciso ser dito, doa a quem doer. Por isso não podemos dizer que eleitoralmente o nome de Carlos Evandro é fortíssimo, mas as máculas das suas gestões estão muito claras. De contratações equivocadas a concurso anulado, passando pela herança maldita, segundo Duque, deixada por ele.

O jogo de cartas marcadas no nosso parlamento é de enojar qualquer cidadão livre e consciente. Uma blindagem reciproca foi promovida entre Duquistas e Carlistas. Afinal, ainda paira a possibilidade até mesmo de estarem juntos eleitoralmente. Ignorando o TCE e a consciência do cidadão serra-talhadense.

É importante que o cidadão acompanhe a sessão de hoje. De preferência ao vivo, senão pelo rádio. Que tome nota de como votará cada vereador. É também importante prestar atenção nas justificativas, certamente injustificáveis.

Não se trata de ser contra ou a favor de A, nem de B, mas de seguir pareceres técnicos. De restrita obediência as leis e a regras e para dar um basta nos arrumadinhos políticos que encobrem prejuízos imensuráveis causados as administrações públicas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here