Editorial – Prometer como sem falta e faltar como sem dúvida!

0
92

E não é que compadre Jessiê Querino estava certo. Na política é prometer como sem falta e faltar como sem dúvida. O deputado estadual Augusto César (PBT) sofreu dois baques essa semana. Primeiro recebeu a notícia de que não pode contar com o apoio do prefeito de Floresta, Ricardo Ferraz (PRP) e do seu grupo, que devem apoiar o tenente Coronel Fabrízio Ferraz (PR) para a Assembleia Legislativa e Sebastião Oliveira para Federal.

Ontem era só especulação, hoje é fato. Romonílson Mariano fechou apoio as candidaturas de Diogo Moraes (PSB) e João Campos (PSB), ambos da base do governador Paulo Câmara, ou seja, pelo menos para o prefeito de Belmonte Augusto César é carta fora do baralho, até porque o serra-talhadense está no campo das oposições em Pernambuco. Para não ficar totalmente a ver navios, César permanece contando com o apoio do vice-prefeito da cidade, Antonio de Alberto (que é do mesmo partido que Augusto). Parece que apesar de Diogo Moraes ser o candidato do prefeito vão arrumar um jeitinho de colocar Rodrigo Novaes no “espremido”, possivelmente com apoio de outros governistas da terra da Pedra do Reino.

O fato é que a nuvem de Magalhães Pinto realmente muda constantemente.  Há dois anos no Sertão, para Augusto César, eram nuvens branquinhas de um dia ensolarado, hoje o tempo fechou e se chover não vai ser na horta dele.  Com os dois revezes recentes, surge com mais urgência melhorar a votação em casa, pois não foi majoritário na última eleição em Serra Talhada, mesmo seu partido tendo sido aliado do PT, que já governava a cidade, porém isso pouco influenciou na votação no seu município de origem.

Se Augusto César está com conversas avançadas com Zé Raimundo (PTC), que bata logo o martelo e vire a ponta desse prego, pois o tempo ruge e o jogo é duro. Algumas perguntas: Augusto continua contando com apoio de Mário da Caixa em Betânia? E os Caribés mantém o apoio ao petebista? É bom deixar tudo bem amarradinho, nos mínimos detalhes.

Uma vez que os votos de Augusto estão espalhados em várias cidades de Pernambuco, cada um deles é contabilizado como muito importante, porque o jogo é duro e o próprio César sabe, já que é veterano nisso, mas não custa lembrar: candidatos governistas vêm com muita fome e amparados no governo do estado, não que a gestão de Paulo Câmara tenha nada de excepcional, de espetacular, mas tem a caneta e ela já está “vadiando” na pavimentação de algumas candidaturas, umas com chances de vencer, outras pontuais visando tão somente dificultar a chegada de candidatos da oposição.

É bom botar as barbas de molho. Pois nestes tempos a gente vê até político provando do próprio veneno, o de prometer como sem falta e faltar como dúvida.

 

Maciel Rodrigues comanda o programa O X DA QUESTÃO na Rádio Líder do Vale FM, de segunda a sexta, das 11h as 14h.  Comentários de Jair Ferraz e Luiz Ferraz Filho.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here