Em Carnaíba, a estratégia de governistas é jogar tudo de ruim para Zé.

0
213

Já foi o tempo em que os governistas do ex-prefeito Zé Mário Cassiano eram os mesmos de Anchieta Patriota. Em 2012 Zé venceu as eleições “amparado nas bengalas do poder”, como diz o poeta Jessiê Querino.

Seus quatro anos de mandato foram suficientes para abrir um abismo com seu inventor, Patriota. De secretário querido e depois prefeito do grupo à referencia em tudo que não deu certo no município nos últimos anos.

Ontem publicamos aqui no blog reportagem sobre a doação de um terreno pela prefeitura para que a Cehab (Companhia Estadual de Habitação e Obras) construa 25 casas populares. A ação do governo é um desdobramento de ação coletiva movida pelos beneficiários das casas na Justiça Federal(tramitava desde junho de 2016). Eles aguardam essas moradias desde 2010 (últimos anos do 2º mandato de Anchieta Patriota , e conseguiram destravar agora.

Pelo WhatsApp um governista nos questionou: “junho de 2016? Era outro prefeito? Cite na matéria que era Zé Mário!”. Respondi que a matéria se atém ao fato do “destravamento”, de explicar o papel de cada um citado, autores da ação, Cehab e prefeitura. “Sei, mas era bom citar…” “quatro anos se passou e pouco foi feito”(sic) , escreveu o governista do alto escalão da administração municipal de Carnaíba.

O diálogo fielmente retratado acima mostra que nos bastidores o clima não é nada amistoso entre o prefeito Anchieta Patriota e seu antigo pupilo, Zé Mário.

Algumas questões podem ter agravado essa relação, entre alguns possíveis citamos a indenização dos moradores do entorno da Fábrica de Cimentos Pajeú, que começou com Patriota, passou por Zé e agora retorna para o socialista.

Por outro lado, mais ingredientes para a discórdia. Só para recordar, pegando o ensejo da avaliação ruim do governo Zé Mário Cassiano perante os carnaibanos entre 2015 e 2016, Anchieta e seu grupo tolheram a natural candidatura de Cassiano a reeleição. Guardadas as proporções, fez em Carnaíba com Zé Mário, o que Joao Paulo fez em Recife com João da Costa.

Maciel Rodrigues

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here