Governo volta atrás e contrata médico temporário para PSF da zona rural, em Flores – PE

0
122

Publicamos aqui no blog o problema da falta de médicos na comunidade de Matolotagem/Zona rural de Flores, que se estende desde novembro de 2018. A própria Secretária de Saúde, Joselma Cordeiro, disse a imprensa que por ser uma unidade credenciada ao Programa Mais Médicos, a prefeitura não poderia fazer nada, teria que esperar o resultado do edital do Ministério da Saúde e a chegada do médico subsidiado pelo governo federal.

Saímos em busca de informações e descobrimos que uma coisa não inviabiliza a outra, que não só era possível, como era obrigação do município colocar um profissional de maneira provisória pelo menos duas ou três vezes por semana enquanto aguarda a chegada do profissional definitivo.

No começo da tarde fomos informados de que o governo voltou atrás. Um médico provisório foi contratado pelo munícipio e começou a atender na comunidade já nesta quarta-feira (6). Ao todo foram quase 4 meses sem que as 690 famílias que residem na Matolotagem pudessem receber o atendimento médico. Agora é manter esse atendimento até que saia o resultado do edital do Ministério da Saúde.

Ainda falta o governo se pronunciar sobre os medicamentos par hipertensos e diabéticos, que segundo paciente estão sempre em falta, e quanto ao atendimento odontológico, que nunca teria sido oferecido na gestão do prefeito Marconi Santana (PSB).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here