Grupo de extermínio é alvo de operação da Polícia Civil em Arcoverde

0
150

Do Jornal do Commercio

Um grupo de extermínio foi alvo de investigações da Polícia Civil na manhã desta terça-feira (17). A operação denominada “Tupã”, foi iniciada para combater a prática de homicídios, porte e comércio ilegal de arma de fogo e milícia privada. Denominado como “mercenários”, pelo coordenador da operação delegado Israel Rubis, eles agiam principalmente na cidade de Tupanatinga, no Sertão de Pernambuco.

As investigações tiveram início no mês de abril deste ano, após serem registradas 11 ocorrências de homicídios na delegacia seccional de Tupanatinga, em um pequeno intervalo de tempo. Israel Rubis relata que, após investigações, foi possível identificar que a maneira de praticar o crime era sempre a mesma: pistolagem.

O crime era encomendado e pago aos integrantes do grupo

A partir disto, uma busca mais intensa foi iniciada pela 23ª Delegacia de Homicídios de Arcoverde, sob a presidência do delegado Walkis Pacheco, coordenação do delegado seccional de Arcoverde Israel Rubis e do Diretor de Polícia do Sertão Bruno Vital.

De acordo com a assessoria da corporação, ao total foram expedidos sete mandados de prisão, 15 de busca e apreensão domiciliar e um mandado de busca e apreensão de adolescente infrator.

Os envolvidos praticavam o crime mediante pagamento de terceiros, que contratavam o serviço do grupo. Com a prisão dos envolvidos, a Polícia Civil visa diminuir os “crimes de homicídios típicos da ação de grupos de extermínio com atuação de integrantes de segurança privada, que tem suas práticas delitivas na cidade de Tupanatinga e região”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here