Inquérito contra Aldo Guedes não vai para as mãos de Moro, decide STF.

0
101

A defesa do empresário Aldo Guedes apresentou petição para tirar do juiz Sergio Moro, responsável pelos casos da Lava Jato em Primeira Instância, a competência para investigar supostas vantagens indevidas relacionadas à Odebrecht, nas obras de terraplanagem da Refinaria Abreu e Lima e o STF acatou. Sendo assim, o inquérito ficará a cargo da Justiça pernambucana.

Em 2017, o Ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no supremo, determinou a remessa desta petição para o juiz Sérgio Moro. Discordando do entendimento do ministro, a defesa apresentou Agravo Regimental e posteriormente Embargos de Declaração questionando sua decisão monocrática.

Nessa terça (24) segundo a defesa, “o ministro Dias Toffoli decidiu aplicar o precedente do STF da PET 6863, onde foi igualmente reconhecido que inexistiria dano concreto à Petrobras, mas apenas ao Governo do Estado de Pernambuco, em virtude das supostas ações criminosas. Por esta razão, remeteu-se o feito para a Justiça Estadual de Pernambuco, retirando-se a competência da 13ª Vara Federal do Paraná, do juiz Sérgio Moro”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here