Na política é assim:”rei morto, rei posto”.

0
69

Como a política é: rei morto, rei posto. A admiração e o respeitão não são bem pela figura, mas pelo que ela representa ou o que ela pode conseguir para beneficiar.

É comum ver ex-prefeitos no mais profundo isolamento e abandono, a não ser que se articule na esfera estadual ou seja um profissional liberal que goze de prestígio na sociedade, senão está fadado a cair no esquecimento.

Na terça de madrugada morreu o então presidente da Alepe (Assembleia Legislativa de Pernambuco) Guilherme Uchoa. Nem bem o corpo esfriou, antes mesmo de ser sepultado, o Partido Progressista já articulava uma campanha para fazer o próximo presidente da Casa, Cleiton Collins que assumiu interinamente tem o desejo de ficar em definitivo.

Liderar o poder legislativo é muito mais importante que a simples satisfação do ego. É demonstrar força e capacidade de articulação para pleitos seguintes. E essa articulação antecipada, mostrando força, deve frçar o governador a abrir ainda mais espaço para Dudu da Fonte e sua trupe.

O PP já conta com 14 deputados na assembleia, mas o presidente estadual, Eduardo da Fonte, parece ter uma sede de poder além do que se poderia imaginar. A chegada do PP no comando pode não ser bom para o PSB, embora a legenda esteja na base de Paulo.

Mas voltando ao tema central, como é incrível, morreu acabou, não existe sequer uma pausa em respeito. Ligam-se os tratores e passa-se por cima de quem ousar ficar no meio do caminho. Essa é uma praxe, me parece, em qualquer lugar do mundo.

O grande problema de muitos na política é que esquece-se, talvez de proposito, que o status não pertence a ele, que a liderança não é atribuída somente a sua capacidade de dialogar, de administrar, mas ao cargo em si e as penduricalhos que pode gerar para muitos que orbitam esses governos.

A política não é justa. Sem o peso da caneta, toda magia se desfaz, todo encanto termina. O pior é que em alguns casos como no que vimos de Uchoa, até o respeito se dissipou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here