O cidadão cansou!

0
138

O cidadão brasileiro já não suporta o fardo pesadíssimo de taxas e impostos, já não suporta ter que trabalhar quase meio ano para pagar e não ter de volta os serviços que lhes são de direito, como diz a constituição.

O cidadão brasileiro não está de saco cheio apenas das mesmas conversas de 2 em 2. Ele não aguenta mais é a escravização que os governos Federal, Estadual e Municipal fazem com ele. Sacrificando a sua vida, sem que tenha acesso a lazer, saúde, educação.

Não é apenas o combustível, não. É pela soma de tudo. O brasileiro está pronto para protestar, para soltar o verbo, desabafar. A manifestação exemplar dos caminhoneiros foi apenas a centelha que novamente ascendeu nesse cidadão a coragem de ir para a rua e se manifestar.

Nunca, na história desse País, vivemos um momento tão singular. Dana-se Copa do Mundo. Foda-se o Neymar. A gente quer é um País de vergonha onde o dinheiro pago em quase metade do ano não vá parar em contas no exterior, enquanto que obras e serviços ficam travados sem recursos.

Ruas esburacadas, empresas de fachada, funcionários fantasmas, construtora e nome de laranja no estado “x”, fazendo com colcheia de valor “y”. Chega dessa palhaçada.

A paralisação dos caminhoneiros foi estratégica para que houvesse o de abastecimento e com isso o movimento fosse visto com a importância que tem. Ninguém aguenta mais.

O melhor é que essa manifestação não ter cor cera, valem todas. Não tem patrocinadores, não tem pão nem mortadela. Não estrela ou passarinho. Essa manifestação é plural. É coletiva, é brasileira da gema. Outra coisa: as manifestações não são pró uma figura que deseja endeusar-se, não. É em prol do povo brasileiro, dos seus anseios, contra os abusos e esquecimentos seculares.

As manifestações tiveram início em 2013, em meio a realização da Copa das Confederações. São 5 anos pelo menos em que o brasileiro cansou de esperar um milagre e resolveu arregaçar as mangas. Muita coisa já avançou, basta ver que a política superou o futebol.

Ninguém quer saber do dedo do Neymar, todo cidadão quer saber mesmo se corruptos serão mesmo punidos, se os próximos governantes não vão novamente nos roubar e ficar ricos, sem pagar pelos crimes.

Cansamos, não aguentamos mais tanto roubo. É roubo quando o político desvia e enriquece e somos também roubados quando as taxas e impostos nos fazem pagar por um buraco que não fomos nós que provocamos.

Não tem volta. Agora foi a paralisação dos caminhoneiros, mas quando é que a nossa indignação vai aflorar outra vez? Porque temos certeza que a sensação de estarmos sendo lesados, ludibriados, continua.

Avente, povo brasileiro, que muitas manifestações ainda aconteçam, que o amadurecimento nos permita pavimentar de alicerces bem feitos o País que vai surgir destas cinzas. Um País onde dois, pais e mães, sacrificam suas vidas para que o filho possa ter alguma chance. Que deixemos de ser o País onde o pai ou mãe vai dormir com fome, mas feliz porque o filho se alimentou.

Cansamos. Não queremos só carnaval, sexo, futebol, samba, a gente enjoou de tudo acabar em pizza.

Usando uma frase do personagem Coronel Jesuíno, vivo pelo saudoso José Wilker: “outubro, se apresse, pois o povo brasileiro está ansioso para lhe usar”.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here