Opinião: para onde vai Luciano Duque?

0
103

Coordenador da campanha de Armando diz que vai procurá-lo

O prefeito de Serra Talhada Luciano Duque e o candidato ao governo de Pernambuco Armando Monteiro Neto podem repetir a dobradinha de 2014, quando marcharam juntos, uma vez que PT e PTB se aliaram e foram derrotados pelo Frente Popular.

Duque foi um dos grandes incentivadores para que a vereadora do Recife Marília Arraes (PT) mantivesse a candidatura ao governo do Estado, mas viu a cúpula do seu partido rifar a candidatura própria e coligar-se com o PSB, ao projeto de reeleição de Paulo Câmara. Marília já disse que não sobe no palanque do governador, e que está numa chapa apenas com candidatos do Partido dos Trabalhadores.

Luciano não se pronunciou oficialmente sobre que rumo tomará, se adere ao palanque de Paulo Câmara como fez o Senador Humberto Costa, se apoia a outro palanque (Armando, Maurício Rands ou Júlio Lóssio) ou se vai ficar neutro no processo (a terceira opção parece remota).

Devido a todas as circunstâncias já relatadas e pela relação construída há quatro anos, avalia-se que o gestor Sertanejo poderá optar em apoiar Armando. Para reforçar essa possibilidade, o Coordenador da campanha do petebista na região do Pajeú, o ex-deputado José Marcos de Lima (ex-prefeito de São José do Egito), já anunciou que vai procurar Duque e tentar convencê-lo a apoiar o palanque do “Pernambuco vai mudar”.

As articulações de Duque foram responsabilizadas pelo crescimento da pré-campanha de Marília Arraes e isso o levou a outro patamar dentro da politica pernambucana. Semana passada o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, disse em entrevista a Rádio Líder FM de Serra Talhada, que apesar do desfecho da candidatura do PT, Duque saiu fortalecido.

É aguardar para ver se Duque fica neutro, como quer o PT nacional, ou se vai utilizar o prestígio que adquiriu no comando do processo para fortalecer a campanha de Armando em mais uma cidade importante de Pernambuco (prefeitos de Jaboatão, Caruaru, Petrolina, apenas para citar as mais relevantes, já estão com Armando) e quem sabe ter um resultado diferente do de 2014, com Armando assumindo o poder no Palácio do Campo das Princesas e alçando Duque ao secretariado de seu governo. É assim que a coisa funciona!

Maciel Rodrigues

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here