Prefeito de Tavares-PB pagou a irmã mais de R$ 60 mil em diárias irregulares

0
64

Com informações de Anchieta Santos

Cada cidade tem sua própria lei que autoriza a concessão de diárias ao Prefeito, ao vice-prefeito e aos demais servidores do Poder Executivo, que se deslocarem do Município, em caráter eventual ou transitório, para outro ponto do território nacional para desempenhar atividades relacionadas com o serviço público e de interesse da Municipalidade. A concessão de diárias destina-se a cobrir despesas de alimentação e hospedagem.

Em Tavares na Paraíba, um fato gravíssimo foi denunciado por integrante da oposição: o Prefeito Ailton Nixon Suassuna Porto, aquele que foi preso suspeito de pedir propina, mas já está livre e de volta a cadeira de prefeito da cidade, efetua pagamentos mensais de diárias de R$ 900,00 em valores fixos (como se fosse salário) desde o ano de 2013 até este ano de 2019, a sua irmã, Maevia Pouline Suassuna Porto, Secretária do Controle Interno, às custas do erário municipal somando um total de R$ 61.500,00 ao longo dos anos, de acordo com dados do TCE-PB.

A coincidência de valor chama a atenção. Dr. Ailton nunca pagou R$ 899,00 ou 901,00 reais a irmã de diárias. Em 07 anos o valor foi sempre o mesmo: R$ 900,00. Nos meses em que não pode receber as diárias, porque estava afastada durante o período eleitoral, entre agosto e outubro do ano 2016, quem recebeu os R$ 900,00 reais de diárias foi sua genitora sra. Isaura Suassuna Porto Dos Santos, inclusive ela tem dificuldades de locomoção. Ainda de acordo com os dados, a irmã do Prefeito, Maevia Pouline Suassuna Porto, Secretária do Controle Interno, recebe salário de R$ 3.500,00 mensais.

O fato escancara a conivência do Poder legislativo daquele município, que deveria fiscalizar o Poder Executivo, mas nada enxergou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here