Presidente do PDT diz que já fez “tudo que podia fazer” para atrair apoio do PSB

0
141

Da Folha de PE

O presidente do PDT, Carlos Lupi, afirmou, nessa quarta (25), que já fez tudo que tinha de fazer para atrair o apoio do PSB para a candidatura presidencial do ex-governador Ciro Gomes (PDT). O partido é visto como catalisador das alianças que Ciro espera no campo da esquerda, podendo trazer consigo, para o palanque pedetista, o PCdoB.

Diante da perda do apoio do centrão, que decidiu marchar com Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro ficou mais dependente dos apoios no campo da esquerda e, já na última sexta (20), quando formalizou seu nome na corrida presidencial, em convenção, fez gestos ao PSB, PT e PCdoB. Na ocasião, o pedetista só apresentou seu próprio nome, estando aberto o cargo de vice.

Contudo, nessa quarta, o PSB decidiu deixar para próximo à convenção do partido, no dia 5 de agosto, a decisão sobre qual rumo tomar na eleição, escolhendo entre apoiar Ciro, o candidato do PT ou liberar os estados. “Estamos aguardando a decisão do PSB. Tudo que a gente podia fazer, tudo de gestos de apoio, a gente já fez. A decisão, agora, é deles. Vamos respeitar a decisão do PSB”, alegou Lupi, em entrevista à Folha de Pernambuco.

Entre os 11 estados onde o PSB tem candidatura própria ao governo, o PDT sinalizou apoio nos principais colégios eleitorais, como São Paulo (Márcio França), Pernambuco (Paulo Câmara), Minas Gerais (Márcio Lacerda) e Distrito Federal (Rodrigo Rollemberg). Os socialistas, que tinham tendência a se aliar com Ciro, adiaram a decisão, ressuscitando, inclusive, a tese de lançar o ex-ministro Joaquim Barbosa.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here