Tudo era um ensaio de golpe

0
62

Apesar das comemorações antecipadas o ex-presidente Lula vai permanecer preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba. A decisão virou uma verdadeira novela mexicana com uma queda de braço entre o desembargador plantonista e a própria corte, representadas pelo relator dos casos da lava-jato e do próprio presidente, e de quebra com o juiz federal Sérgio Moro.

O curioso é que as mesmas pessoas que acusam o Juiz Sérgio Moro de parcialidade, ainda mais agora por ter, mesmo de férias, se intrometido no caso quando se avalia que não seria sua competência, comemorarem a decisão de um desembargador que no passado foi ligado ao PT e que aproveitou seu primeiro p0lantão no tribunal da quarta região em Porto Alegre para tentar livrar da cadeia o guru dos petistas.

Os mesmos defensores de Lula que disseminaram fake News, noticias falsas, sobre suposto filiação de Moro ao PSDB para justificar as posições contrarias de Moro contra as defesas impetradas para Lula, agora ignoram que aquele que tentou de maneira monocrática, ou seja, sozinho, desfazer uma decisão tomada pelo colegiado.

Não podemo permitir que se politiza nem se personalize a justiça, ela tem de ser para todos e os entendimentos uniformes, porém não é isso que a gente vê na pratica.

Vítimas de suposto golpe, aos petistas evidentemente montaram um golpe inquestionável para burlar a decisão do TR4 e com um simpatizante infiltrado decidir favorável ao o ex-presidente. Vídeos de petistas Brasil a fora, entre eles a presidente do partido, o deputado Odacy amorim, do deputado Carioca Lindbergh Farias, todos comemorando a, entre aspas, soltura de Lula. Tudo muito ensaiado e sincronizado, uma pena para eles, que o juiz tira férias, mas a justiça não.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here